sexta-feira, 31 de maio de 2019




À medida em que os moradores de Fortaleza e Região Metropolitana continuam pagando a tarifa de contingência por conta da estiagem, as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), que viabilizariam a chegada da vazão do Rio São Francisco ao Açude Castanhão, estão paralisadas. Sem repasse de recursos federais e com a capacidade de investimento do Governo estadual comprometida por razões de aperto financeiro, o CAC era uma das saídas para amenizar a crise de água.
Operários do lote 3 do trecho 1 do Cinturão já receberam o aviso prévio de desligamento, e as três operações de crédito do Governo ainda não possibilitaram a conclusão do trecho localizado no Cariri. "A Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) deve se reunir em breve com a Secretaria da Fazenda (Sefaz) para discutir o assunto (empréstimos) e tomar as decisões. Mas podemos adiantar que, em relação à Secretaria de Recursos Hídricos, a única operação de crédito refere-se à 1ª fase do Programa Malha D'água que será Banabuiú/Sertão Central", informou a SRH.
Com três trechos e seis ramais ao todo, as obras do CAC se arrastam desde 2013 e já custaram aos cofres públicos mais de R$ 1,2 bilhão.
Entretanto, a Marquise, empresa responsável pelo lote 3 do CAC, informou que parou a obra. "Todos os equipamentos estão sem operação e os funcionários cumprindo aviso prévio. A paralisação deve-se exclusivamente à falta de pagamento, o que infelizmente impede a continuidade das ações do Consórcio". A Marquise informa que está sem receber os repasses desde janeiro de 2019. "Por conta disso, a obra - que estava aproximadamente 40% concluída - está paralisada e cerca de 260 funcionários estão cumprindo aviso prévio, com demissões previstas para o dia 24 de junho", informou a construtora.

Comentários
0 Comentários

A IMAGEM OU MENSAGEM DO DIA.

A IMAGEM OU MENSAGEM DO DIA.

TV GLOBAL 3

AGROPECUÁRIA PEDRO FELÍCIO

AGROPECUÁRIA PEDRO FELÍCIO

TV Global 3

TV Global 3

AMIL

AMIL

Lançamento

Todos os posts

Tecnologia do Blogger.

Jornal da Educadora 12:00 ás 14:00 Hs.

Jornal da Educadora 12:00 ás 14:00 Hs.
De: Segunda à Sábado de 12:00 às 14:00 Hs.

Seguidores