quarta-feira, 8 de novembro de 2017





Emanoela Campelo de Melo- DN

Quatro policiais civis foram afastados das suas funções, ontem, sob a suspeita de extorquirem traficantes. Conforme o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), o grupo teria sequestrado um homem e exigido pagamento de valores para liberação.
Com apoio de equipes da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) deflagrou a operação e cumpriu mandados de buscas e apreensão nas residências dos policiais.
Os policiais suspeitos da extorsão são José Rodrigues Alves Neto, inspetor conhecido como 'Miagui', Marcelo Vieira Lima de Aguiar, Antônio Flaviano de Araújo e Paulo Sérgio Vieira Noronha. A ordem para o afastamento veio do juiz da 3ª Vara Criminal de Fortaleza. Nenhum deles foi preso.
Conforme o Gaeco, foram cumpridos mandados nos bairros José Walter, Jangurussu, Vila Velha, e no município de Chorozinho. O Ministério Público aponta que na casa de 'Miagui' foram encontrados R$ 10 mil em espécie oito celulares e cerca de 20 relógios importados. O inspetor não teria justificado a procedência dos objetos.
Dinâmica
No primeiro semestre de 2016 foi iniciada a Operação Vera Pax, que apurou a atuação de uma organização criminosa no bairro Vicente Pinzón. Por meio da investigação contra traficantes, o Gaeco chegou ao suposto crime cometido pelos policiais. Segundo o MPCE, os inspetores lotados no 30º DP (Conjunto São Cristóvão) se deslocaram até a Via Expressa e sequestraram um traficante.
O Grupo de Atuação Especial afirma que os policiais vinham abordando à paisana e em carros descaracterizados possíveis vítimas. Um traficante foi capturado sem mandado e ficou algemado, em posse dos policiais por várias horas na Delegacia. A vítima só foi solta quando pagou resgate aos agentes.
Um promotor do Gaeco ressaltou que foram recolhidas as câmeras de segurança do 30º DP. Nas imagens, foram registrados momentos desde a chegada do traficante até a sua liberação. De acordo com a apuração do MPCE foi constatado que os delegados do distrito não tinham conhecimento sobre o sequestro.
Ainda segundo o Gaeco, a vítima ficou detida durante horas sem ter cometido nenhum crime. O Ministério Público desconhece qual valor teria sido pago pelo traficante em troca da sua liberação. Conforme o promotor, para a Controladoria, os policiais negaram o crime. O grupo teria afirmado que o traficante só foi encaminhado até o Distrito Policial para que fosse verificada a sua identidade. A reportagem tentou contato com os policiais civis, mas os números obtidos não foram atendidos.
O MPCE ressalta que o sequestro aconteceu no primeiro semestre de 2016, no entanto, só agora foi possível apresentar a denúncia e solicitar o afastamento. A expectativa do MPCE é que os policiais civis sejam condenados a uma pena de 8 a 15 anos de prisão. Será também aberto procedimento administrativo no âmbito da Controladoria Geral de Disciplina, que pode resultar em demissão.
'Vera Pax'
No dia 20 de abril de 2016, foram cumpridos seis mandados de prisão contra integrantes de facções criminosas investigados na Operação 'Vera Pax'. A quadrilha vinha atuando no tráfico de drogas dentro e fora dos presídios cearenses. O grupo demonstrou se valer de uma falsa propagação de paz nas comunidades, incluindo o bairro Vicente Pinzón. Segundo o MPCE, a operação foi batizada em alusão à verdadeira paz obtida após as prisões dos investigados.
Comentários
0 Comentários

A IMAGEM OU MENSAGEM DO DIA.

A IMAGEM OU MENSAGEM DO DIA.

TV GLOBAL 3

AGROPECUÁRIA PEDRO FELÍCIO

AGROPECUÁRIA PEDRO FELÍCIO

TV Global 3

TV Global 3

AMIL

AMIL

Lançamento

Todos os posts

Tecnologia do Blogger.

Jornal da Educadora 12:00 ás 14:00 Hs.

Jornal da Educadora 12:00 ás 14:00 Hs.
De: Segunda à Sábado de 12:00 às 14:00 Hs.

Seguidores